Publicidade cabeçário

quinta-feira, 14 de maio de 2015

Lendas Urbanas sobre Videogames

Um prato cheio de mistério em torno de videogames. Pessoas ficam divididas falando que faz mal jogar e outras que pelo contrário faz bem. Como esse assunto é polêmico resolvi fazer pesquisas e destaquei alguns mitos e verdades que eu achei mais relevantes. Vamos a eles!





1 - Videogame faz mal a saúde (mito)

Um mito criado por adultos que não cresceram com esse aparelho. Experiência própria meu pai sempre foi contra e criticou veemente jogos condenando o videogame. Mais um estudo foi divulgado para comprovar que sim, os videogames fazem bem à saúde. Pesquisadores constataram que jogar títulos eletrônicos desenvolve as regiões do cérebro responsáveis pela navegação espacial, formação de memória, habilidades motoras e até planejamento estratégico. Saiu no CNET.


Sobre o teste: 2 grupos de pessoas distintos foi separado. O primeiro grupo jogou mario 64 da Nintendo por 30 minutos todos os dias durante 1 mês. O segundo não jogou nada. O resultado os médicos descobriram que o cérebro dos usuários que jogaram Mario teve um aumento da massa cinzenta, local onde ficam as células nervosas.


2 - Jogos deixam as crianças mais violentas (mito)

Isso já deu muito pano pra manga, ECO. Essa história de colocar a culpa da violência em algum veículo de informação vem desde o tempo dos HQ(História em Quadrinhos), passando posteriormente para as TV e videogames. Acontece que até hoje nenhum estudo foi conclusivo ligando causa e efeito, quer dizer nada que ligue uma pessoa é violenta por causa de jogos violentos por exemplo. O que se concluiu e de certa maneira é bem lógico é que crianças imitam adultos, logo e mais que necessário que jogos tenham faixa etária. Ponto positivo para isso, assim como a programação da Tv tem. 


3 - Jogos viciam (verdade)


Cientistas reunidos em um congresso de games que acontece esta semana em Ultrecht (Holanda) disseram que o videogame vicia assim como outras drogas.

De acordo com psicólogos, sociólogos e outros profissionais, há evidências de que os games estimulam as mesmas áreas do cérebro atingidas pelo álcool e por outras drogas

Ao contrário do que acontece com as substâncias viciantes, porém, ainda não existe medicamento para tratar o comportamento compulsivo de um de jogador.



Quando se joga algum tipo de jogo eletrônico, substâncias também são liberadas no cérebro, dentre elas, a dopamina, que é um hormônio que, se em excesso, pode causar grandes complicações na vida das pessoas, principalmente os jovens.




Aproveite que você já tá bem loco e visite nossa loja virtual jogos de PS3 semi novos com ótimos preços. 
Não deixem de conhecer nossa loja virtual: 

E confere nosso canal no Youtube com gameplays alucinantes.
E nosso canal no Youtube:


Gostou do blog? Então segue =D 
Gostou da postagem? Então comenta ;DDD 
Fique por dentro das atualizações 




Fonte: