Publicidade cabeçário

quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

PHP RegEx - Metacaracter Barra Letra

     Também conhecidos como modificadores de padrão, se utilizam do \ (escape) mais uma letra que pode ser maiúscula ou minúscula, vale ressaltar que nem todas as letras possuem essa funcionalidade. Certo ai você me diz: mais e o \b que é a nossa borda? Então ai eu te respondo: nem tudo que reluz é ouro!

Nem tudo que reluz é ouro!
fonte da imagem:ouros.com.pt
adaptado

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

PHP Regex - Quantificadores não gulosos

Também conhecidos por relutantes, eles fogem da regra de que todo quantificador é guloso e se satisfaz com o mínimo possível! A sintaxe deles é bem simples, basta adicionar um ? (interrogação) logo após o operador e pronto:


Quantificadores Gulosos e Relutantes
fonte da imagem:bdfatec.blogspot.com.br
  

PHP RegEx - Metacaracter Retrovisor

Como o nome sugere ele busca palavras repetidas atrás dele! Isso é muito útil para achar termos repetidos. O retrovisor é representado por:

 \n ( barra ene) onde n pode ser um valor de 1 a 9.

Exemplo: para procurar uma palavra pula-pula usamos
                          (pula)-\1

O retrovisor pode ser lembrado também como um link ou um ladrão, pois copia o texto do grupo.


Retrovisor, é bom usar
Retrovisor, é bom usar
fonte da imagem:joaosilvio.blogspot.com

quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

PHP RegeEx - Metacaracter Parenteses

Também conhecido como grupo de captura, é sinalizado por ( ) (abre e fecha parenteses). São parte de uma expressão regular delimitada por ( ). Os grupos servem para facilitar a aplicação de quantificadores, para indicar trechos repetidos de uma regex (através de retrovisores) ou para extração de partes específicas do texto através dos métodos.

Rei do Pop: Michael Jackson Exemplo de agrupador
Rei do Pop: Michael Jackson Exemplo de agrupador
fonte da imagem:lastfm.com.br

quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

PHP RegEx - Metacaracter Barra Vertical

Agora vamos tratar de outra barra, essa no caso vertical também conhecida por pipe. Pra quem programa está mais familiarizado porque em algumas linguagens é utilizada, mais assim || (barra barra), no nosso caso é apenas uma | (barra). Ela tem um valor lógico igual do conectivo OU em matemática.

Duas-Caras Batman
Duas-Caras Batman
fonte da imagem:blogdebrinquedo.com.br

PHP RegEx - Metacaracter Barra

     O metacaracter \ (barra)  também conhecido como operador de escape, é utilizado quando queremos tirar a "função" de determinado metacaracter, por exemplo, quando queremos colocar um * (asterisco) sem função de quantificador, ou um + (mais). Ele elimina o seu significado especial na sintaxe básica, o operador de escape precisa ser colocado na frente dos operadores de sintaxe básica.Quando isso acontece nós dizemos que o valor se tornou literal! Exemplo:
\., \[ , \], \?, \+ , \{, \}, \^, \$, \\


Rogue X-men rouba os poderes dos outros mutantes
Rogue X-men rouba os poderes dos outros mutantes
fonte da imagem:dianneferreira.blogspot.com


terça-feira, 18 de dezembro de 2012

PHP RegEx - Âncora Borda

     A última âncora existente é a famosa borda que representamos com um \b (barra bê). É uma junção das outras duas âncoras com mais funcionalidades, vamos recapitular:

Âncoras em RegEx
Âncoras em RegEx
fonte da imagem:bdfatec.blogspot.com.br

PHP RegEx - Quantificador chaves !?

     Também conhecidos por controle, são utilizados quando queremos ter um maior controle de repetições que desejamos para a entidade anterior. Sua sintaxe é bem simples {n, m} lê-se de n até m vezes. Seria assim m{3,4}  mmm, mmmm. Ela permite que seja estipulados valores mínimos e/ou máximos de repetições.

Tinha que ser o Chaves de novo!
Tinha que ser o Chaves de novo!
fonte da imagem:xonatas.blogspot.com

PHP RegEx - Âncora: Circunflexo e Cifrão

     Bem, são considerados âncoras porque não agregam valores (gulosos) como quantificadores, eles simplesmente "apontam" posições, seriam os ponteiros em linguagem C só que com funções mais específicas. Provavelmente, os metacaracteres mais fáceis de entender são ^ (circunflexo) e $ (cifrão), que representam, respectivamente, o início e o fim da linha de texto, como ela está sendo verificada.


Em RegEx âncoras podem ser o cinrcunsflêxo ou cifrão
Em RegEx âncoras podem ser o circunflexo, cifrão ou borda
fonte de imagem:elo7.com.br

PHP RegEx - Quantificador Asterisco e Mais

    Para quem tem noção de SQL sabe que o *(asterisco) serve para pegar tudo que tem no banco e apresentar. Literalmente falando ele corresponde a zero ou mais vezes. Em outras palavras a entidade anterior pode aparecer em qualquer quantidade ou não aparecer. Seria o mesmo que { 0, }.

"...Um Anel para encontrá-los,: Um Anel para a todos trazer..."
fonte da imagem:produto.mercadolivre.com.br

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

PHP RegEx - Quantificador Opcional

     Opcional é um quantificador que aparece sempre que não haja a necessidade iminente de utilizar determinado argumento, mais que sua falta faria a diferença. Ficou difícil? Vamos pensar em um nome comum, Thaís, que pode ser escrito também como Taís ou Tais tanto faz, é nesses momentos que entra o opcional.

ER Th?aís vai me trazer como resposta: Thaís, Taís.  

Nosso quantificador opcional seria como uma variável booleana, que pode ou não haver ( 0 ou 1).

Quantificador Opcional
fonte da imagem:forum.br.herozerogame.com

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

PHP RegEx - Metacaracter Quantificador

     Quantificadores permitem que uma RegEx (expressão regular) combine um número especificado ou  um intervalo de números, utilizando para isso: um caractere, uma classe de caracteres ou um sub-padrão.  Eles indicam o número de repetições permitidas para a entidade imediatamente anterior.
 
Quantificadores são considerados gulosos por padrão
fonte da imagem: sashimynerd.com.br


PHP RegEx - O outro lado da Lista

    A lista Negada é o oposto da nossa lista convencional, ou seja, tudo que estiver dentro dela deverá ser ignorado. A ideia é a mesma de uma placa de proibição, como "proibido estacionar motos", carros e outros veículos poderão estacionar menos as motos.

Exemplos de proibições
Exemplos de proibições
imagem adaptada: uniritter.edu.br

quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

PHP RegEx- A classe POSIX

    A classe posix foi desenvolvida para localidades que o alfabeto seja acentuado, pois sabemos que a çÃã não ficam no intervalo de a-z na tabela ASCII.

Classe POSIX
Classe POSIX
fonte da imagem:bdfatec.blogspot.com.br

quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Fund. Banco de Dados - Alguns Conceitos

Chave Primária(pk):
- Não se repete;
- Não pode ter valor nulo (not null).

Chave Primária(fk): 

- Chave primária de outra relação;
- pode ter valor repetido.



exemplo-1

Fund. Banco de Dados - Introdução



1.     Banco de Dados
Conceito
                Coleção de dados relacionados. Os dados são fatos que podem ser gravados e que possuem um significado implícito. Por exemplo, nome, telefone, CPF.

Dados x Informação:
                Dados são números, medidas, valores. Uma informação é basicamente a interpretação e compreendimento de um conjunto de dados.










Figura 1 


PHP RegEx - Lista, a cheia de nove horas

    Não seria exagero falar que a lista [...] em php é cheia de regras e suas peculiaridades. As listas e grupos permitem que você defina um espaço amostral. Bem diferente do .(ponto) ela só aceitará o que está dentro dela. Vimos anteriormente que para pesquisar palavras que eu não sei se possuem acento eu utilizo o .(ponto) mais se sabemos exatamente as possibilidades, podemos utilizar a lista, exemplo: palavra água eu posso utilizar     [a,à]gua sem maiores prejuízos.

A lista só aceita o que nela já está contido
A lista só aceita o que nela já está contido
fonte da imagem:assimpassei.com.br


terça-feira, 11 de dezembro de 2012

PHP RegEx – Metacaracter: o Ponto!

     Metacaracter são caracteres que possuem funções determinadas e nos auxiliam na hora de montar a expressão regular. No caso o .(ponto) aceita qualquer caracter. Seria o Joker no baralho.


O . (ponto) é o Joker das RegEx
O . (ponto) é o Joker das RegEx
fonte da imagem:papeldeparede.etc.br

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

PHP - Constantes e Conceito de Expressão Regular

    Uma constante é um identificador (nome) para um único valor. Como o nome sugere, esse valor não pode mudar durante a execução do script. Igualmente as variáveis elas são "case-sensitive", não podem começar com números, se você quiser saber mais sobre a maneira de utilizar variáveis clique aqui.Por convenção, o nomes de constantes são sempre em maiúsculas.

1. - Como criar uma constante?

    Para criar uma constante em php é necessário utilizar uma função chamada define("nome da constante","valor dela"). A sintaxe dela é bem simples, primeiro argumento é o nome da constante e o segundo é seu valor.


Exemplo de Criação de Constante
Exemplo de Criação de Constante
fonte da imagem:bdfatec.blogspot.com.br

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

PHP - Variáveis

     As variáveis no PHP são representadas por um cifrão ($) seguido pelo nome da variável. Elas são case-sensitive, ou seja, faz distinção entre maiúsculas e minúsculas.Exemplo:$a ≠ $A, $Soma ≠ $soma
Características das Variáveis em PHP
fonte da imagem:bdfatec.blogspot.com.br
   

terça-feira, 4 de dezembro de 2012

PHP - Sintaxe Básica

    Quando o PHP interpreta um arquivo, ele simplesmente repassa o texto do arquivo até encontrar uma das tags especiais que lhe diz para começar a interpretar o texto como código PHP. Assim dessa maneira o PHP é embutido em todos os tipos de documentos, já que tudo fora do par de tags de abertura e fechamento é ignorado pelo interpretador.

 
Maneiras de inserir blocos de códigos PHP
fonte da imagem:bdfatec.blogspot.com.br 

segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

Uma pequena introdução a PHP (Hyper Text Preprocessor)

   O PHP é uma linguagem de código-fonte aberto, muito utilizada na Internet e especialmente criada para o desenvolvimento de aplicativos Web.    A melhor coisa em usar PHP está no fato de ele ser extremamente simples para um iniciante, e oferecer muitos recursos para um programador profissional.


PHP (Hyper Text Preprocessor)
PHP
fonte da imagem:73lab.com


Introdução a Lógica de Programação

1.-Lógica

"Seqüência  Lógica são passos executados até atingir  um  objetivo ou solução de  um problema."
<(Lógica de Programação 04/04/200{Paulo Sérgio de Moraes})>

   Podemos ainda dizer que a lógica tem em vista a ordem da razão. Isto dá a entender que a nossa razão pode funcionar desordenadamente, pode pôr as coisas de pernas para o ar. Por isso a Lógica ensina a colocar Ordem no Pensamento. Exemplos:
a) Todo o mamífero é animal. Todo cavalo é mamífero. Portanto, todo cavalo é animal.
b) Todo mamífero bebe leite. O homem bebe leite. Portanto, todo homem é mamífero e animal.


Exemplo de fluxograma
Exemplo de fluxograma
fonte da imagem:cidadesaopaulo.olx.com.br

Lab. Desenvolvimento II - Classificação de Ips

  Em primeiro lugar gostaria de agradecer o Lysandro por ter cedido o programa, vlw muleque, a todos que de certa maneira contribuíram na construção dele, como o próprio Lysandro disse: foi um "catado" de códigos incluindo o programa que classifica os ips cedido pelo Jeferson, ao Alison e Cauê que cederam o programa com a função strtok que particiona os ips, enfim, a todos que ajudaram que eu não vou saber dizer aqui, grande abraço do Chuck... VAMOS AO QUE INTERESSA!

Situação problema

Conversão de Ips através de um txt
Conversão de Ips através de um txt
fonte da imagem: Projeto - Laboratório de Desenvolvimento II

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

S.O. - Memória Virtual

Bem pessoal continuando a segunda parte do nosso questionário... 
Bom galerinha está ai tudo que vai cair na prova de S.O.

Divirtam-se grande abraço
by Chuck ;D


Para ver a 1ª parte do questionário clique aqui
A outra parte da matéria aqui a partir da pergunta 52!
Conceito multithread
Algoritmos de Alocação
CPU Bound e I/O Bound
Conceito de Paginação
Conceito de Segmentação
Conceito de Paginação com Segmentação


1 - Memória Virtual 

1.1- O que é memória virtual?
R: É uma técnica sofisticada e poderosa em gerencia de memória na qual combina a memória primária e a secundária passando a ilusão de existir uma memória principal muito maior do que a capacidade real.
Memória Virtual
Memória Virtual
fonte da imagem:
g1.globo.com

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

S.O. - Gerencia de Memória

E ai pessoal, uma semana de férias kkkkkkkk bem vou começar a fazer os questionários de S.O. Bom estudo para todos, abraços!

1- Gerencia de Memória

1.1) Atualmente como é a hierarquia de memória utilizada pelo computador?
R: 1º memória cache
   2º memória RAM ( primária )
   3º memória em Disco ( secundária )
Hierarquia de Memória
Hierarquia de Memória
fonte da imagem:bdfatec.blogspot.com.br

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

S.O. - Paginação com Segmentação

Importante: Se você ainda não sabe o que é paginação tão pouco  segmentação é RECOMENDADO ler essas 2 outras postagens primeiro :
Paginação Conceito
Segmentação Conceito


    Sistemas que implementam a segmentação com paginação permitem a divisão lógica dos processos em segmentos e, por sua vez, cada segmento é dividido, fisicamente, em páginas.


Multics - Primeiro sistema de suporte a segmentos paginados
Multics - Primeiro sistema de suporte a segmentos paginados
Fonte da Imagem:http://pt.scribd.com/doc/54391137/27/Segmentacao-com-paginacao

S.O. - Conceito de Segmentação


    A segmentação é uma técnica de gerência de memória, onde os 
processos são divididos logicamente em sub-rotinas e estruturas 
de dados, e colocados em blocos de informações na memória.

    Cada processo é dividido em um número de segmentos de tamanho desigual (limitado pelo tamanho máximo). Um processo é carregado na memória, todos os seus segmentos são carregados dentro de partições dinâmicas que não necessitam ser continuas.
Exemplo de Segmentação
Exemplo de Segmentação
Fonte da Imagem:Sistemas Operacionais - Gerenciamento de Memória Virtual  Cap.7

quarta-feira, 14 de novembro de 2012

S.O. - Conceito de Paginação

O conceito é a gerencia de espaço de endereçamento e endereços de memória.
Situação Problema: A técnica de partições fixas gera muita perda de memória e não é mais utilizada em prática. Os endereços que referenciavam as posições de memória acima das posições físicas existentes eram inúteis, por isso existia o espaço de endereçamento¹ útil e o espaço de endereçamento inútil. 


Gerencia de Memória
Gerencia de Memória
Fonte da Imagem:bdfatec.blogspot.com.br

terça-feira, 13 de novembro de 2012

S.O. - Processos: CPU-Bound , I/O-Bound e Memory Bound


  Post atualizado em 08/08/2016

  Os processos podem ser classificados como CPU-Bound ou I/O-Bound, de acordo com sua utilização de processador e dos dispositivos I/O. Para acessar um questionário sobre processos <<clique aqui>>

CPU-Bound (CPU-B)

    É um processo que utiliza muita C.P.U. (Central Processing Unit) que em português significa "Unidade central de processamento". Basicamente, formado pelo próprio microprocessador da máquina, a parte "pensante" do computador. 

     O seu tempo de execução é definido principalmente pelo tempo dos ciclos(clocks) do processador. Esse tipo de processo realiza poucas operações de leitura e gravação e é encontrado em aplicações cientificas e de muito cálculo. Por exemplo um processo que executa um programa de inversão de matriz é cpu-bound. Após ler alguns poucos dados, ele precisa apenas de processador. 

Exemplo Processamento de CPU-Bound
Exemplo Processamento de CPU-Bound
Imagem Adaptada:http://pt.scribd.com/doc/5565560/03PROCESSOS

quinta-feira, 8 de novembro de 2012

S.O. - Algoritmos de alocação de Memória

Na memória principal residem os programas em execução. Para que um programa seja executado deve ser carregado na memória principal. Esse gerenciamento é complexo em sistemas multiprogramáveis com múltiplos usuários fazendo uma utilização eficiente.
<extraído de http://www.gsigma.ufsc.br/~popov/aulas/so1/cap9so.html>

Algoritmos de Alocação de Memória
Algoritmos de Alocação de Memória
Fonte da Imagem:bdfatec.blogspot.com.br

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Fund. Banco Dados - Manipulando BD

  Fala pessoal vou colocar aqui alguns comandos SQL os mais simples apenas para se ter uma base.O programa utilizado foi o My SQL Command Line. Bons estudos!

Criando um BD


O primeiro passo é criar um banco de dados:
Criação de database(DDL):
create database nome;

E depois colocar para ser "usado":
Selecionar a base de dados:
use database;
Comandos de Criação Database e de utilização
Figura1: Comandos de Criação Database e de utilização
Fonte da Imagem:bdfatec.blogspot.com.br

segunda-feira, 5 de novembro de 2012

Fund. Banco de Dados - Operador Select

    Seleciona as tuplas que satisfaçam um determinado predicado. A letra sigma σ(SIGMA) representa a seleção, o predicado aparece subscrito em sigma e a relação utilizada é colocada entre parenteses.

σ Nome_agencia = "sal-1"(conta)
     predicado           relação

   Em outras palavras, está sendo solicitado efetuar a busca de todos os valores da relação "conta" onde o campo "nome_agencia" conste do valor "sal-1".
   Para comparação podem ser usados:
Operadores de Comparação
Operadores de Comparação
Fonte da Imagem:bdfatec.blogspot.com.br

terça-feira, 30 de outubro de 2012

Fund. Redes Computador - Mecanismos de Transição Ipv6:Tradução


    Esta técnica consiste em usar algum dispositivo na rede que transforme os pacotes de IPv4 para IPv6 e vice-versa. Esse dispositivo deve ser capaz de realizar a tradução nos dois sentidos de modo de permitir a comunicação.Para saber sobre outros mecanismos de transição clique Tunelamento ou Pilha Dupla.
    Exemplos de tal mecanismo são o SIIT (Stateless IP/ICMP Translation), que não mantém o estado das conexões criadas entre origem e destino, e o NAT-PT (Network Address Translation - Protocol Translation), que mantém os mapeamentos entre endereços IPv4 e IPv6 das conexões. 
    O mecanismo de tradução apresenta como vantagem permitir que máquinas IPv6 se comuniquem diretamente com máquinas IPv4, porém sua desvantagens são apresentadas na  figura abaixo:


Desvantagens tradução
Desvantagens da Tradução IPv6
Fonte da Imagem:bdfatec.blogspot.com.br

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Fund. Redes Computador - Mecanismo de transição:Tunelamento

      O mecanismo de tunelamento permite que duas redes IPv6 distintas, sejam nativas ou baseadas em pilha dupla, se comuniquem utilizando uma rede IPv4 como se fosse um enlace conectando o roteador de saída de uma rede ao roteador de entrada da outra.Existem tunelamentos que tratam a rede IPv4 como um enlace virtual ponto-a-ponto, e também aqueles que tratam como um enlace virtual NBMA (Non Broadcast MultiAccess).
     Exemplos deste mecanismo são: tunelamento manual [Gilligan and Nordmark,00], tunelamento automático 6to4 [Carpenter and Moore, 01], tunelamento automático ISATAP (Intra-Site Automatic Tunnel Address Translation) [Templin et. al, 02], dentre outros.

Tunelameto Revés
Tunelamento Revés
Fonte da Imagem:bdfatec.blogspot.com.br

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Fund. Redes Computador - Coexistência e Transição do ipv6


Existem técnicas de transição do Ipv4 para o Ipv6 que são divididas em três categorias:
Ø  Pilha Dupla ou Dual Stack
o    Provê o suporte a ambos os protocolos no mesmo dispositivo.
Ø  Tunelamento
o   Permite o tráfego de pacotes IPv6 sobre a estrutura da rede IPv4 já existente.
Ø  Tradução
o   Permite a comunicação entre nós com suporte apenas a IPv6 com nós que suportam apenas IPv4.

Exemplo de Comunicação por Pilha Dupla ou Dual Stack
Exemplo de Comunicação por Pilha Dupla ou Dual Stack
Fonte da Imagem:bdfatec.blogspot.com.br

terça-feira, 23 de outubro de 2012

Fund. Redes Computador - Por que utilizar Ipv6 hoje?

          O IPv6 é a nova geração de Protocolo de Internet.
Ele  já  vem  sendo  utilizado  há  algum  tempo.  Mas  agora  sua  implantação  deve  ser acelerada.  Ela  é  imprescindível  para  a  continuidade  do  crescimento  e  da  evolução  da 
Internet!
Utilização da Internet nos países
Fonte da Imagem:Curso Ipv6 Básico, por: Rodrigo R. dos Santos

                Antonio M. Moreiras

Eduardo Ascenço Reis
Ailton Soares da Rocha

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

S.O. - Conceito Multithread


      Na tentativa de diminuir o tempo gasto na criação/eliminação de (sub)processos, bem como economizar recursos do sistema como um todo, foi introduzido o conceito de thread. Em um ambiente de múltiplos threads (multithread), não é necessário haver vários processos para se implementar aplicações concorrentes. No ambiente multithread, cada processo pode responder a várias solicitações concorrentemente ou mesmo simultaneamente, se houver mais de um processador.
Funcionamento de Threads
Funcionamento de Threads
Fonte da imagem:linhadecodigo.com.br

sábado, 20 de outubro de 2012

Lab. Desenvolvimento - Classificação de ip

E ai galera... Mais um post relacionado com o trabalho de LDII. Hoje vou colocar uma dica do nosso amigo Jeferson Fujisawa ou Polêmico. É um programa que faz tratamento de ips, pra quem está com dúvidas vai servir como base de implementação do nosso projeto. Vale lembrar que não é um programa que trata todos os erros possíveis, mais que para o nosso trabalho resolve. Vou colocar comentários que achar pertinente. Grande abraço e boa semana do saco cheio kkkk.
classificação de ip
Classificações de Ip
Fonte da Imagem:bdfatec.blogspot.com.br

sexta-feira, 19 de outubro de 2012

LPI - Struct e Funções

Fala pessoal, vou postar aqui o programa de Struct que eu fiz com o Daniel Atílio. Lembrando a todos que tiverem interesse em conhecer um pouco mais sobre Linux acessem:terminal de informação.
O programa baseia-se nessa ideia:
figura1: Característica e ações do objeto Carro
fonte da imagem: bdfatec.blogspot.com.br

quinta-feira, 18 de outubro de 2012

LPI - Paradigmas nas Linguagens Procedural e Orientado a Objetos


Fala galera, hoje vamos tratar de um assunto importante, os paradigmas das linguagens procedurais e Orientados a Objeto. A seguir um trecho de um TCC, achei bem interessante.
Paradigmas de Programação
fonte da imagem: bdfatec.blogspot.com.br

"O meio procedural pretende "imitar" a máquina von Neumann; o computador é entendido como uma máquina que obedece ordens e o programa como uma prescrição de solução para o problema. O conceito central para representação da solução do problema é o conceito de "variável" como uma abstração para uma posição de memória na máquina, para a qual se pode atribuir um valor.


quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Fund. Banco Dados - Relação e Domínio

Relação

   O modelo relacional é um modelo onde os dados são representados em RELAÇÕES.
Neste modelo, um banco de dados é um conjunto de relações.
   Os dados de uma relação representam fatos reais a respeito de uma entidade ou de um relacionamento do mundo real. Cada atributo de uma relação encontra-se associado a um DOMÍNIO.
Relações em Banco de Dados
Relações em Banco de Dados
fonte da imagem:prolinksolucoes.com.br

Frases Enfadonhas 18 - Mão de Alface!


terça-feira, 16 de outubro de 2012

LPI - Uso de Struct, Manipulação String

Fala pessoal, mais uma postagem sobre struct... Bem simples, a ideia é pegar os valores e imprimir na tela.




Exemplo Struct exercicio 1
Exemplo de Struct