Publicidade cabeçário

segunda-feira, 13 de junho de 2016

Prosa do dia: Brasil e a sua bandeira

Estudando geografia para concurso do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) achei engraçada a interjeição do Professor Marcos José: Parece brincadeira mas o brasileiro não conhece a própria bandeira. 





Confesso que fiquei irritado com essa afirmação logo pensei "ah! Mas eu conheço é fácil, verde, amarelo, com a esfera azul 27 estrelas tals... uma acima da frase Ordem e progresso, teta!. Mas o professor me derrubou fácil do cavalo, porque ele disse: E qual é a cor do ordem e progresso? Qual o significado da estrela acima dessa frase? E eu percebi que meu conhecimento era bem superficial. Fiquei com vergonha de não saber nem sequer o maior símbolo do meu próprio país. 

É claro que não dá pra me eximir da responsabilidade como cidadão brasileiro de conhecer a cultura do meu próprio país. O fato é  que é crônico esse problema, uma vez que começa errado desde o início da formação da pessoa. Nas escolas, na maioria delas, retirou-se aquele momento de cantar o hino nacional antes de entrar na classe. Chega a ser triste mas a maioria da população não sabe nem cantar o hino (estou me baseando na vivência e não em pesquisas, não tenho total certeza disso) e o hino da bandeira? Coitado, esse já é carta fora do baralho. 

Ainda considero fundamental para atingir uma sociedade de ponta esse pequenos, pequeninos grandes detalhes, detalhes esses que vem do berço, aquele bom dia cordial, aquele muito obrigado, de nada. Se a educação começa assim a cidadania e formação do cidadão também. E tenho dito.