Publicidade cabeçário

terça-feira, 9 de outubro de 2012

S.O. - Processos e suas características

Fala pessoal, continuando com nosso questionário sobre Sistemas Operacionais agora com foco em processos. É uma matéria bem complexa, por sinal teremos várias questões levantadas... bom proveito! Abraço a todos. 

16) O que é um processo?
R: É a execução de um programa. Ele atende a “Jobs” e mantém informações a respeito de vários programas em execução corrente. Podem ser acionados através do usuário ou pelo próprio sistema.

17) Existe diferença entre processo e programa?
R: Sim, sutilmente mais existe. O processo seria o programa em ação, não em modo latente. Analogia do padeiro:
RECEITA = PROGRAMA;
PADEIRO = PROCESSADOR;
INGREDIENTES = DADOS DE ENTRADA;
AÇÃO DE FAZER O BOLO = PROCESSO.
Analogia do padeiro
fonte da imagem: cic.unb.br


18) Como é conhecido o processo dentro do S.O.?
R: É conhecido como uma estrutura chamada de (PCB) ou seja, bloco de comando de controle.
Exemplo de processos no S.O.
fonte da imagem:
baixaki.com.br

19) Afinal, qual a finalidade do PCB no S.O.?
R: Através dele o S.O. mantém todas as informações sobre o processo como identificação, prioridade, estado, etc...Sua ideia principal constitui uma ação ou atividade.

20)Se tratando de S.O. quais são as possibilidades de estado de processo?         
R: Ele pode estar pronto, em execução ou em espera.

21) Se tratando de S.O. o que seria número de processo?
R: Valor atribuído ao processo assim que criado.

22) Se tratando de S.O. o que seria contador de programas?
R: Indica o endereço da próxima instrução a ser executada para esse processo.

23) Se tratando de S.O. o que seria registrador da CPU?
R: Onde as instruções são salvas quando existe interrupção do processo, para que ele continue corretamente assim que voltar a execução.

24) Se tratando de S.O. o que seria limites na memória?
R: Onde são armazenados os valores dos registradores como tamanho, limite de alocação, ou seja até onde ele vai precisar de memória para finalizar o processo.

25) Como um processo (PCB) pode ser dividido?
R: Em três elementos básicos: contexto hardware, contexto software e espaço de endereçamento.

26) Se tratando de processos, explique contexto hardware.
R: Constitui basicamente do conteúdo dos registradores.  Quando um processo está em execução o contexto hardware está armazenado nos registradores.  No momento que o processo perde a utilização da CPU ele fica salvo no registradores. Ele é essencial em S.O. time sharing onde os processos revezam na utilização da CPU.

27) Como também é conhecida a troca de processos da CPU realizada pelo S.O.?
R: Troca de contexto (context switiching).

28) Se tratando de processos, explique contexto software.
R: Especifica as características do processo que vão influenciar na execução do programa tais como:número máximo de arquivos abertos simultaneamente ou tamanho do buffer de E/S. Essas características são determinadas na criação do processo mais podem ser alteradas durante sua existência.

29) No contexto software podemos definir 3 grupos de informações, cite-os .
R: Identificação, quotas e privilégios.

30) Caracterize identificação no contexto software.
R: Quando um processo é criado ele recebe uma identificação também conhecida por PID(process identification). Que pode ser um numero ou palavra dependendo do S.O.. Por exemplo usuários do S.O. que recebem UID(User identification).

31) Caracterize quotas no contexto software.
R: São os recursos que cada processo pode alocar, caso a cota seja insuficiente o processo poderá ser executado lentamente ou não ser concluído os famosos bugs. Exemplos de cotas: número máximo de arquivos abertos simultâneamente, tamanho máximo de memória alocada, tamanho máximo do buffer, etc.

32) Caracterize privilégios no contexto software.
R: Define o que um processo pode ou não fazer no sistema e/ou a outros processos. Por exemplo privilégios associados a segurança permitindo um usuário eliminar processos de outros usuário.

33)Cite os eventos principais onde os processos são criados.
R: Início do sistema, execução ou chamada ao sistema de criação e um processo por um processo ou execução, uma requisição do usuário ou inicio de um job(tarefa) em lote.

34)Explique a criação de um processo por inicialização.
R: Quando o S.O. é carregado são criados processos em 1º plano e 2º plano, os primeiros são feitos para o usuário interagir os de segundo plano não são associados aos usuários. Exemplo mensagens eletrônicas, paginas web, noticias, etc.

35) Que outro nome é dado aos processos de 2º (segundo)plano?
R: Também são conhecidos como DAEMONS.

36)Explique a criação de um processo por execução ou chamada de outro processo.
R:Isso acontece quando um processo solicita a criação de outro processo para “ajudar” na realização de um job(trabalho).
Exemplos de jobs no S.O.

37) Explique a criação de um processo por requisição de usuário.
R: Em sistemas interativos um usuário pode clicar com o mouse duas vezes no ícone ou abrir um processo por comando de execução.

38) Cite como  processo pode ser finalizado.
R: São quatro formas:
1.      Saída normal;
2.      Saída com erro;
3.      Erro fatal;
4.      Cancelamento por outro processo com mais privilégios.

39)Explique o término de um processo por saída normal.
R:São términos voluntários, isso acontece na maioria das vezes, quando finaliza um processo o compilador faz uma chamada ao S.O.. Outros tipos de programas utilizam ícones para fazer tal chamada.

40) Explique o término de um processo por erro.
R: Nesse caso é voluntário. Ocorre quando o processo executa um erro, por exemplo um comando inexistente digitado por um usuário.

41) Explique o término de um processo por erro fatal.
R: Nesse caso é involuntário. Ocorre quando o processo executa instrução ilegal ou é alocado em espaço inexistente de memória.

42) Explique o término de um processo por cancelamento ou por outro processo.
R: Ocorre quando um outro processo faz uma chamada de finalização desse processo. 

Para saber mais sobre processos leiam também:

S.O. - Estados de Processos e Hierarquia


Fonte: Apostilas: S.O.: Processos. 
Autor: Éder, Fábio. 2012, Outubro. Adaptado: Arroyo, Gabriel.